Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

PECUARISTAS DE NOVA MAMORÉ INVESTEM EM TECNOLOGIA PARA ALAVANCAR PRODUÇÃO DE LEITE


Com uma produção média de 124 mil litros de leite por dia, Nova Mamoré (RO), distante a pouco mais de 300 quilômetros de Porto Velho, é o maior produtor de leite do estado, segundo dados da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO). Na região, diversos pecuaristas estão investindo em tecnologia para melhorar a produção.

Nova Mamoré é considerada a bacia leiteira do estado há pouco mais de dois anos. O município tem aproximadamente 30 mil habitantes e a principal atividade econômica é o agronegócio.

Atualmente, 1,5 mil produtores estão cadastrados na Emater. Programas de melhoramento genético, nutrição e manejo reprodutivo foram fatores essenciais para o aumento da produção de leite.



Esse é o caso de Marlen Ângelo, que trabalha no ramo há 35 anos e atualmente é possui 180 cabeças de gado. A propriedade dele chega a produzir 500 litros de leite por dia, e isso é consequência de investimentos em tecnologia para o melhoramento genético do rebanho.

“Tenho pouco mais de 20 novilhas para implantar embrião de gado leiteiro vindo de Minas Gerais, e com isso espero que a produção aumente e seja mais rápido. O gado daqui demora a dar leite, geralmente leva de 4 a 5 anos”, conta.

De acordo com a Agência de Defesa Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron), Nova Mamoré tem 701.519 cabeças de gado, e em média, são produzidos menos de cinco litros de leite por vaca diariamente. Índice considerado baixo, se comparado com a média nacional que é de quase seis litros por vaca ao dia.

Do leite que é produzido em Nova Mamoré, metade é consumido no município e o restante é enviado para Região Central do estado, onde estão concentradas as indústrias de laticínios. Segundo a Emater, o preço do leite em Rondônia custa em média R$ 1 por litro.



Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré