Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Sub-20: Real Ariquemes agradece decisão do TJD-RO, e diz que seu atleta é um escolhido de Deus

E assim caminha o futebol rondoniense. Por um capricho até certo ponto fácil de se resolver, de um lado o presidente do órgão maior da Justiça Desportiva do estado de Rondônia Dr. Leandro Cavol que, no dia 27 de junho de 2019 converteu a pena de suspensão por partidas ao atleta Gabriel Leandro, do Real Ariquemes em penas de medida social (duas cestas básicas).

Acontece que até aquela data, 27 de junho o ora denunciado e penalizado atleta não havia cumprido nem a partida AUTOMÁTICA (aquela obrigatória, logo após a expulsão). Aqui vale mais uma vez perguntar ao nobre presidente do TJD-RO: 1) para o clube solicitar essa conversão, ele não paga também a taxa de emolumentos? E 2) o clube mesmo pode arbitrar em duas cestas básicas?

O que fez o presidente do TJD: na sua melhor das intenções liberou o atleta, ele diz que consultou à Procuradoria do TJD (que ao meu ver fora também engabelada pelo representante do Real Ariquemes). Tudo errado presidente, se o atleta havia cumprido algum jogo pelo Real ai "melaria" o Campeonato da Série A deste ano.

De lá pra cá o presidente do TJD-RO já fez duas respostas NEGANDO o prosseguimento do assunto de atleta irregular: uma resposta para o SC Genus (que não havia pago a taxa de R$ 2500) e, outra para o Porto Velho EC (esse foi pago a taxa, porém, não veio anexado à denúncia). Quando foi apresentada estava fora do prazo. Sem contar um ofício por parte dos clubes da capital protocolado junto ao TJD, solicitando que o caso fosse a julgamento.

Mas quem ganha, ou perde com uma decisão dessa. Entendo que todos envolvidos com o futebol só perdem. Nem o próprio clube Real Ariquemes que está tentando capitalizar esse fato como positivo, inclusive rogando o nome de Deus e, numa passagem bíblica em Romanos 8:33 

O clube diz lá #segue o jogo Gabriel Leandro, "quem fará alguma acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus que os justifica". A afirmação refere-se a um versículo muito conhecido que o apóstolo Paulo, escreveu na sua mais longa carta, no caso a Carta aos Romanos.

O apóstolo Paulo, com certeza o mais culto e inteligente dos apóstolos apresenta dois exemplos de que é Deus quem nos justifica e, ao final ele resume o que o caso em epígrafe necessita.

O 1º Exemplo: Paulo fala sobre Saulo um perseguidor, um exterminador de cristãos. Ah, com calma Saulo se torna um homem do coração bom;

O 2º Exemplo: Paulo cita a pecadora que ungiu os pés de Jesus e com lágrimas de arrependimento e com os cabelos enxugava e beijava os pés, arrependeu-se de todos os pecados; e

Finalmente a lição da Carta é quando Paulo observa a sociedade em que vivemos, sempre existe uma instituição, órgão ou até alguém que pode revogar uma decisão anteriormente tomada, o que causa anulação da mesma, gerando uma nova sentença que pode ser favorável ou não ao acusado ou réu se assim preferir dizer.

Ou seja, quem postou a imagem na fanpage do clube foi buscar o Capítulo e o Versículo do momento que o caso requer.

(*) Ref. ao Apóstolo Paulo, consulta feita em bibliatodia.com às 02h30 (12/07/2019).
(**) foto: do facebook do Real Ariquemes
(Foto: Fanpage do Real Ariquemes)

Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré