Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Banco Votorantim encerra segundo trimestre com R$ 352 milhões de lucro; crescimento no acumulado do ano foi de 35%

O 2T19 também foi marcado por conquistas na Asset, aumento da participação do Varejo na carteira e operação inédita no mercado de capitais com fintech

        © jpg

POR AMANHECER DA NOTICIAS

O Banco Votorantim fechou o segundo trimestre de 2019 confirmando o novo patamar de lucro líquido, que atingiu R$ 352 milhões, equivalente a ROE (Retorno sobre Patrimônio Líquido) de 15,2% comparado a 14,8% reportado no 1T19. No comparativo semestral, o resultado foi ainda mais expressivo, com 35% de aumento no lucro líquido em relação ao primeiro semestre de 2018, que totalizou R$ 688 milhões.

"O resultado reflete nosso plano estratégico de rentabilização dos negócios, o aumento da eficiência operacional e a diversificação das receitas. Seguimos com nossos investimentos na transformação digital para melhorar a experiência do nosso cliente, reforçando nossa cultura e ampliando o engajamento dos nossos colaboradores", destaca Elcio Jorge dos Santos, presidente do Banco Votorantim.

O total de receitas geradas no segundo trimestre aumentou 3,5% em relação ao 1T19 e 12,6% no comparativo semestral. Essa evolução reflete o aumento da rentabilidade em todos os negócios do Banco e da participação do Varejo na carteira de crédito por meio da maior originação dos financiamentos de Veículos, além de produtos como o crédito pessoal. A carteira de crédito encerrou junho em R$ 61,7 bilhões, crescimento de 4% nos últimos 12 meses.

Na comparação com o 1T19, o custo de crédito reduziu 3,7% alinhado à diminuição da inadimplência, principalmente em Veículos. No total, o Inad 90 reduziu para 4,4% em comparação a 4,5% registrado em março deste ano. Destaque para o indicador de atraso de Veículos, que manteve tendência de redução desde junho do ano passado. Adicionalmente, o indicador do Atacado reduziu para 3,1%.

A Votorantim Asset Management (VAM) também colaborou com os bons resultados do período. Em maio, concluiu a captação de R$ 1,2 bilhão para um novo fundo imobiliário, o FII Green Towers. O fundo, cujas cotas começaram a ser negociadas na B3, atraiu aproximadamente sete mil cotistas, quase todos pessoas físicas, sendo o maior fundo de investimento imobiliário captado no país nos últimos seis anos.

Além disso, a VAM aderiu ao PRI (Principles for Responsible Investment, na sigla em inglês), formalizado em julho. Reconhecido mundialmente como o principal defensor do investimento responsável, o princípio reforça o compromisso da Asset Management do Banco Votorantim com a ética e a sustentabilidade na gestão de recursos dos seus clientes.

Fortalecendo o posicionamento de conexão e parceria com fintechs, a área de Mercado de Capitais do Banco Votorantim coordenou para o Nubank a primeira oferta pública de Letra Financeira Subordinada do Brasil. O volume total da emissão foi de R$ 375 milhões. A ação reforça a atuação do Banco Votorantim na transformação do segmento financeiro, apoiando fintechs com a oferta de soluções ágeis e eficientes ao mercado. 

O relatório completo está disponível no link: www.bancovotorantim.com.br/ri

Sobre o Banco Votorantim

O Banco Votorantim é o quinto maior banco privado brasileiro em ativos. Conta com uma base de acionistas robusta, o Banco do Brasil, uma das maiores instituições financeiras do País, e a Votorantim S.A. – um dos maiores conglomerados privados da América Latina. Nos últimos anos, o Banco Votorantim tem crescido e ampliado seu escopo de atuação, buscando aumentar sua base de receitas por meio de um portfólio diversificado de negócios, parcerias e excelência no atendimento a seus clientes.


Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré