Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Jovem economista cria plataforma digital inédita para otimizar gestão de logística de cargas no Brasil

ElloX Digital quer solucionar problemas na gestão da cadeia logística, evitando pagamento de multas, atrasos e demora na gestão dos processos.

        © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

Estima-se que o valor médio anual gasto por um único exportador no Brasil em decorrência de atrasos na devolução de containers ao armador seja de aproximadamente R$ 1 milhão. O mesmo exportador precisa trocar, em média, cerca de 90 e-mails com seus fornecedores para gerir a remessa de produtos a outros países. Ciente desse complexo cenário vivido pelas companhias que dependem do setor de logística de cargas, o jovem economista Lucas Moreno criou a startup ElloX Digital. A plataforma digital - inédita na América Latina - acaba de ser lançada ao mercado e permite às empresas exportadoras consultar dezenas de opções de frete marítimo em tempo real, contratar a melhor rota e realizar toda a gestão do processo logístico sem a necessidade de e-mails ou planilhas sem fim.

De acordo com Moreno, a ElloX Digital entrega benefícios como a contratação do despacho aduaneiro, fluxo de documentação, orçamento do frete e aquisição de serviços adicionais, como seguros - tudo em um só lugar.

Plataforma permite a exportadores e importadores a cotação de diversas opções de frete marítimo e a gestão de todo o processo, como documentação e despacho aduaneiro

"O principal objetivo da plataforma é funcionar como um site de busca de serviços onde a empresa poderá encontrar as melhores opções de frete marítimo, independente do armador, fazer a reserva, incluir o processo despacho aduaneiro, e depois gerenciar toda a documentação e processos necessários para exportação. Queremos oferecer uma experiência única, totalmente digital, num segmento que é bastante tradicional, porém, analógico", destaca o CEO e fundador da ElloX Digital. Ele explica que a ideia do negócio surgiu ao acompanhar as dificuldades enfrentadas pelas empresas que dependem do segmento de logística de cargas. O empreendedor atua no ramo desde 2013, quando, ao lado do pai, transformou a Ello Intermodal, empresa do grupo, de transportadora em um dos principais REDEX (Recinto Especial para Despacho Aduaneiro de Exportação) em Santos.

"São muitas as dores que estamos resolvendo. Quem quer importar ou exportar precisa contratar serviços de fornecedores diversos, todo o processo é bastante offline e demorado. A cotação do frete marítimo, por exemplo, leva em torno de quatro dias e exige que a empresa inicie as negociações com seu agente de carga, ou diretamente com os armadores, que nem sempre atendem satisfatoriamente os pequenos e médios exportadores e importadores", explica. "Na ElloX Digital, isso pode ser feito em menos de um minuto, tanto por um grande exportador ou importador, quanto por um pequeno ou médio, equalizando as oportunidades", compara. A ElloX já dispõe aos usuários de sua plataforma o frete dos principais armadores (navios que fazem o transporte de contêineres) do mercado que oferecem transporte dos portos do Brasil para destinos em diferentes cantos do mundo. Atualmente, o mercado de logística internacional de carga no país movimenta cerca de US$ 80 bilhões por ano.

A ElloX iniciou sua operação com os serviços relacionados ao transporte marítimo, da contratação de serviços relacionados ao frete, a gestão digital de processos e documentação. Contudo, a empresa nasce com a ambição de, muito em breve, incluir na plataforma os processos envolvendo os fretes aéreo e rodoviário. "Nós temos um plano bem definido que contempla toda a cadeia logística, de maneira agnóstica, que nasce na coleta por caminhões dos produtos ou matéria-prima nas fábricas, passa pelos portos ou terminais aéreos de carga, e que têm como destino o mercado internacional. Essa experiência única inclui o acompanhamento do transporte em tempo real em apenas uma plataforma, consolidando toda a cadeia em apenas um mapa. Serviço que hoje pode ser oferecido individualmente por alguns armadores ou transportadoras independentes, o que exige, novamente, que a gestão do processo seja feita em diversos navegadores ou sites diferentes", pontua Moreno.

Antes mesmo do lançamento oficial na internet, a ElloX Digital apresentou a plataforma para empresas que operam no Porto de Santos, algumas, inclusive, clientes da Ello Intermodal, que já aderiram a nova solução de gestão. A startup chega ao mercado com o caixa aquecido pela receita advinda da parceria com a RBS Global Logistics Services, empresa especializada em soluções logísticas e despacho aduaneiro, cujos clientes também utilizam a plataforma da ElloX. Somados, estes usuários podem movimentar inicialmente cerca de 200 processos aduaneiros por mês, com objetivo de atingir mil processos mensais até dezembro de 2019. Além do porto de Santos, a ElloX já está liberando cargas dos portos de Paranaguá, Itaqui, Salvador e Vitória.

Experiência digital para importação

Além de muito em breve agregar à plataforma as verticais de transporte rodoviário e aéreo, a ElloX Digital também contempla em seu plano a atuação internacional junto a companhias que possuem negócios de importação para o Brasil. "Um fabricante de pneus na China pode usar a ferramenta para comprar o frete marítimo, contratar o despachante para liberar a carga no porto e também o transportador para entregar os pneus no seu destino final", exemplifica Lucas Moreno.

Vislumbrando o futuro, Moreno espera se consolidar em toda a América Latina, começando por Argentina e Colômbia e, depois, chegar ao México e Estados Unidos.

Sobre a ElloX -

A ElloX Digital é uma startup que tem o propósito de digitalizar toda a cadeia de logística internacional entregando soluções como o orçamento online de frete marítimo, contratação de despacho aduaneiro, gestão digital dos processos e controle de documentação - tudo em um só lugar - com tracking de carga no navio, solucionando problemas conhecidos, aumentando a eficiência operacional, agilizando processos e reduzindo custos.

 FSA investiu R$ 64,7 milhões em projetos sociais em 2018

Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré