Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Lionel Messi, maior artilheiro da história da LaLiga: "Procuro sempre entrar em campo mais focado no jogo, do que pensando em fazer gols"

(Foto: Divulgação)


Recentemente eleito o melhor jogador de 2019, com o prêmio da Bola de Ouro, Messi se tornou, indiscutivelmente, um dos protagonistas do mundo do futebol na atual temporada, sendo obviamente um dos personagens principais da LaLiga, na Espanha. Por conta disso, aproveitando o 90º aniversário da competição, o astro argentino do FC Barcelona participou de uma extensa entrevista onde analisa sua carreira, sob a condição de artilheiro histórico do campeonato espanhol.

"Nos primeiros anos encontrei dificuldade em fazer muitos gols. Ou errava o alvo, ou não tinha sorte... me recordo do que Eto’o dizia: 'o dia em que você começar a marcar gols, vai ser...' Porque eu tinha muitas chances, mas não as convertia. Até que um dia, de forma natural, a bola começou a entrar", lembra o ‘10’ blaugrana dos ensinamentos de seu companheiro de equipe em Barcelona.

"Ser o maior artilheiro da LaLiga, ainda mais com o significado que a competição possui, é muito especial. A verdade é que eu acho esse um dos recordes mais bonitos que tenho", confessa Lionel Messi, que também fez outra revelação: "Procuro sempre entrar em campo mais focado no jogo, do que pensando em fazer gols".

Dentro da extensa coleção de gols do craque culé, destacam-se os diversos gols de falta direta que marcou nos últimos anos. Lionel Messi, por sua vez, revela o segredo dessa melhora: "Sim, nessas últimas vezes eu passei a olhar melhor durante o tiro livre, para ver se o goleiro se move antes, se dá um passo a mais, como reage, como fica a barreira... a verdade é que agora eu estudo um pouco mais [...] Mas tudo é fruto de trabalho e treinamento, fui melhorando a batida com o treinamento".

Por falar em sua rotina de treinamento, Messi confessa ter mudado desde que estreou na LaLiga, em outubro de 2004, colocando essa responsabilidade sob seus filhos: "Temos um ritmo muito acentuado, que depende muito dos meninos; quando a gente termina de treinar, eu vou para casa comer algo rápido, e depois já saio para busca-los na escola. Então, dependemos muito disso. Eles diminuíram bastante o tempo da minha ‘siesta’ (cochilo no início da tarde, geralmente depois do almoço)".

Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré