Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Desenvolvedores de Blockchain e profissionais de TI do Brasil ganham visto 'especial' em Portugal

Desenvolvedores de Blockchain e profissionais de TI do Brasil ganham visto 'especial' em Portugal
Desenvolvedores de Blockchain e profissionais de TI do Brasil ganham visto 'especial' em Portugal
Desenvolvedores de Blockchain e profissionais de Tecnologia da Informação do Brasil que desejam trabalhar em Portugal e desenvolver suas atividades em terra lusitana contam com um incentivo 'extra' do Governo Português que está em busca de novos talentos, o "Tech Visa" um visto 'especial' para incentivar trabalhadores do setor de tecnologia a empreenderem no país Europeu.

Embora turistas brasileiros não precisam de visto em Portugal e possam permanecer no país por até 90 dias, o mesmo não ocorre caso o brasileiro queria 'fixar' residência por lá e iniciar uma carreira no país lusitano. No entanto, com o Tech Visa, voltado para profissionais de TI o processo é menos burocrático, mais rápido e é analisado com prioridade pelo Governo, tendo em vista o aumento na demanda por profissionais de tecnologia no país.

Entretanto para ter acesso ao serviço 'especial' não basta procurar a embaixada e falar que deseja trabalhar em TI em Portugal, o candidato precisa ser recrutado por empresas que tenham aderido ao programa junto ao Ministério da Economia português.

“Por meio do Tech Visa é possível atrair e reter talentos, cuja produtividade contribua para o crescimento econômico enquanto fonte geradora de atividade e de emprego”, explica, em nota, o ministro adjunto e da Economia de Portugal, Pedro Siza Vieira.

A demanda por profissionais da área de tecnologia tem aumentado em todo e por isso o Governo Português resolveu incentivar a entrada de novos profissionais no país.Para mais informações sobre o programa “Tech Visa” consulte as informações disponíveis no portal do IAPMEI.

Como noticiou o Cointelegraph, para quem deseja ficar por aqui mesmo no Brasil, separamos cerca de 200 vagas de emprego que estão abertas em diferentes empresas.


Fonte: CSBI

Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré