Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Polícia Militar é acionada em várias lojas que não cumpriram decreto de fechamento



Desde as primeiras horas da manhã deste sábado (21) equipes da Polícia Militar em Porto Velho (RO) estão tendo muito trabalho com atendimentos de ocorrências em estabelecimentos que insistem em permanecer em funcionamento após o decreto do Governo do Estado que proibe por 15 dias a abertura de determinados comércios que não são considerados essenciais. Os empresários estão sendo orientados a fecharem as lojas sob pena de incorrerem em crime de desobediência.


Na noite de sexta-feira (20) o governador Marcos Rocha tomou uma série de medidas após a Assembleia Legislativa decretar estado de calamidade pública em Rondônia em razão do avanço do Coronavírus


O Poder Executivo determinou o fechamento de praticamente toda a atividade privada com exceção dos serviços essenciais, como forma de garantir a saúde coletiva.

Entre outras importantes determinações, o Decreto 24.887, define por 15 dias:



Proibição do uso de mototáxis e realização de eventos públicos ou privados de qualquer natureza, incluindo os realizados por templos de qualquer culto, com mais de 5 pessoas;


Proibição de permanência e trânsito de pessoas em áreas de lazer e convivência, pública ou privada, inclusive em condomínios e residenciais, bem como, de atividades e dos serviços privados não essenciais, funcionamento de galerias de lojas e comércios, shopping centers, centros comerciais.



Atividades e serviços privados como açougues, panificadoras, supermercados, caixas eletrônicos, clínicas de atendimento na área da saúde, farmácias, consultórios veterinários, postos de combustíveis, atacadistas, distribuidoras, indústrias, oficinas mecânicas, autopeças e serviços de manutenção, não foram proibidos de funcionar, porém, devem adotar providências para prevenção ao contágio, como a limpeza minuciosa de equipamentos, disponibilização de álcool líquido 70%, adotar escalas de revezamento, entre outras medidas preventivas.



Maior controle de entrada e acesso de passageiros nos aeroportos estaduais sob controle da Infraero no território estadual;
Suspensão da entrada de veículos de transporte, público e privado, derivados do território internacional; Proibição de operação aeroviária de aeroportos estaduais, com origem de quaisquer estados e países;



Também ficam vedadas visitas em hospitais e presídios.


O decreto suspende o ingresso no território do Estado de veículos de transporte, público e privado, derivados do território internacional. Nos aeroportos controlados pela Infraero, como é o caso do Aeroporto da Capital, deve haver uma fiscalização da entrada de pessoas.


Ainda segundo o decreto caberá às policias Militar e Civil a fiscalização do cumprimento das determinações do Governo, podendo os infratores serem punidos com base na legislação penal e sanitária federal.


O governador se pronunciou em redes sociais sobre o decreto e disse que "as medidas são duras mas fundamentais para salvar milhares de vidas...Não é brincadeira. Estamos enfrentando um dos maiores desafios da humanidade neste século. Obedeça as regras e tenha comprometimento cívico com o próximo".



Rondoniaovivo


Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré